Gosta de nosso site?

Bom galera agora é sua vez de ajudar o site ,
estamos buscando uma melhor posição no ranking Central
Blogs , não terá premiação mais será muito importante
para ficarmos entre os primeiros, gostaria de fazer
este humilde pedido que não ira gastar nem 1 minutos
do seu tempo , votar é facil e super rápido...

Contamos com o voto de todos!


1 2 3 4 5

Você pode conversar com o BluDown aqui.

domingo, 9 de janeiro de 2011

Download Haunted Changi DVDRip RMVB Legendado


4 amigos decidem fazer um documentário sobre um dos lugares mais assombrados do mundo, um velho hospital chamado Changi que fica em cingapura…
um pouco da história desse lugar:
Ele era originalmente um quartel militar britânico em 1930.
e virou sede japonesa durante a ocupação, da cingapura na 2ª guerra mundial.
E depois um hospital público, na segunda metade do século 20.
Muitas vidas foram perdidas lá dentro, os ingleses usaram o prédio original,
como um centro estratégico de comando.
Em 1941, os japoneses invadiram a Malásia…e surpreenderam cingapura que,
estava ocupada pelos britânicos.
Milhares de civis, chineses, malaios e indianos foram caçados e executados nas praias de Changi. Ninguém no prédio em Changi escapou.
Muitas das vítimas foram decapitadas, os japoneses brutalmente torturaram e,
mataram muitos prisioneiros de guerra lá também.
Mesmo depois de ter virado um grande hospital, boatos de espíritos e assombrações persistiam lá…algumas pessoas preferiam morrer do que entrar nesse hospital assombrado.
O antigo Hospital Changi oficialmente foi fechado em fevereiro de 1997.O prédio está vazio e abandonado desde então.

Título Original: Haunted Changi
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 77 min
Ano de Lançamento: 2010
Tamanho: 340 Mb
Qualidade: DVDRip
Formato: RMVB
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Inglês
Legenda: Português Embutida
Servidor: Megaupload / FileServe

RMVB Legendado










BAIXOU, ASSISTIU, por favor comente, isso ajuda
os usuários e o site.

Link quebrado? Clique AQUI para resolver isso agora.

Comentários: